CVR leva Ecoprolive a Bragança

 

Uma delegação do CVR composta por Cândida Vilarinho, Jorge Araújo, Joana Carvalho e André Mota deslocou-se no passado dia 29 de Maio ao IPB - Instituto Politécnico de Bragança e ao Brigantia EcoPark - Parque de Ciências e Tecnologia de Trás-os-Montes e Alto Douro para divulgar e promover o projeto «EcoPROLIVE - Sistema de processamento eco amigável para a exploração plena do potencial para a saúde da azeitona em produtos de valor acrescentado» (Horizonte 2020, Contrato de Subvenção Nº 635597).

No IPB, os trabalhos concentraram-se na Escola Superior de Tecnologia e de Gestão, Escola Superior Agrária e Centro de Investigação da Montanha (CIMO), uma vez que estas unidades têm vindo a colaborar com industriais locais, nomeadamente na extração de compostos naturais bioativos (conservantes, óleos, aromas) de diferentes resíduos agroalimentares, utilizando técnicas complementares às usadas no projeto EcoPROLIVE.

Por sua vez, o Brigantia EcoPark - Parque de Ciências e Tecnologia de Trás-os-Montes e Alto Douro, para além de ter uma relação privilegiada com empresas tecnológicas, possui laboratórios para análise de compostos naturais que poderão ser importantes no âmbito da determinação de alguns componentes extraídos no processo EcoPROLIVE.