Cofinanciado por:

Projeto nº 017501
GEO-DESIGN - Artefatos para hotelaria e mobiliário urbano incorporando resíduos
Cofinanciado pela União Europeia através do FEDER - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, enquadrado no Norte2020 - Programa Operacional Regional do Norte do Portugal 2020.

Custo total elegível 606.621,26€
Apoio financeiro da EU 419.223,00€
Autofinanciamento 187.398,26€

Localização Portugal

Consórcio
W2V, SA (Promotor Líder)
CVR - Centro para a Valorização de Resíduos (Copromotor)
Francisco M. Providência Designer, Lda. (Copromotor)
Universidade do Minho (Copromotor)
Universidade de Trás Os Montes e Alto Douro (Copromotor)

Síntese


Descrição

Propõe-se a execução de produtos inovadores, com forte componente de design, destinados à arquitetura (nomeadamente ao nível da hotelaria e mobiliário urbano), utilizando materiais inovadores.

Aliando o recurso a resíduos industriais existentes na Região Norte de Portugal a um design de alta qualidade e a uma intensa atividade de I&D, propõe-se o desenvolvimento de produtos que respondem a tendências específicas de mercado. Pretende-se desenvolver produtos de elevada qualidade estética e funcional, respondendo às novas tendências do mercado da arquitetura a nível mundial, que procura produtos esteticamente atrativos devido às suas características diferenciadoras, sofisticados, de baixo custo, respondendo às normas internacionais e aos desejos dos consumidores. Para além do desenvolvimento de novos e inovadores produtos, e dos materiais com que serão fabricados, o projeto pretende ainda desenvolver o processo tecnológico inerente à manufatura, nomeadamente no que respeita ao pré-tratamento dos resíduos e aos processos de moldação, conformação e acabamento, bem como testar, em escala piloto, a produção dos mesmos, avaliando ainda o impacte económico e ambiental desse processo quando aplicado a um vasto leque de resíduos industriais.

Objetivos


- Desenvolver produtos com forte componente de design, para aplicações na arquitetura (nomeadamente na hotelaria e em mobiliário urbano), fabricados com materiais inovadores que incorporem resíduos na sua composição;
- Desenhar o sistema cromático e textural (a partir da seleção e incorporação de 10 resíduos) para a caracterização estética de um conjunto de 10 artefactos a desenvolver para aplicação na arquitetura e mobiliário urbano;
- Criar 10 protótipos, concebidos pela equipa de criativos, a saber: 3 para revestimentos de fachadas/pisos; 3 para mobiliário urbano; 4 destinados especificamente ao seu uso em unidades hoteleiras, todos eles baseados nas formulações de materiais inovadores a desenvolver;
- Desenvolver 10 formulações de novos materiais compósitos, incorporando resíduos, para aplicações na manufatura dos produtos, a conceber pela equipa de designers;
- Construir uma instalação piloto para teste e validação de conceito, adaptada à manufatura dos diversos tipos de produtos inovadores e com forte componente de design;
- Validar o processo de produção em condições piloto, utilizando 10 resíduos diferentes, com potencial de aplicação, numa situação de “scale-up”, que representem um escoamento de 200.000 ton/ano em Portugal e 25 Mton na União Europeia;
- Validar a aplicação dos novos produtos em situações de arquitetura contemporânea, nomeadamente através dos gabinetes de arquitetura parceiros: Arq. Eduardo Souto de Moura (Porto) e Pitágoras- Arquitetura e Engenharia Integradas (Guimarães), ambos sedeados no Norte do País, em cidades que são Património Cultural da Humanidade.